domingo, 3 de agosto de 2008

19 anos sem o Rei do Baião



Certa vez, Januário que era tocador e consertava sanfonas, pediu a Gonzaga, ainda menino, para ajudá-lo na afinação e nos consertos do instrumento. Januário percebeu que Gonzaga não tinha lá muito jeito para a roça, e sim, para a sanfona. Daí então passou a chamar Gonzaga para se revezar com ele nos bailes.· Com a grande cheia de 1924, o riacho do Brígida inundou os arredores e encheu a casa de Januário de água. A família foi obrigada a se mudar para o povoado do Araripe, na Fazenda Várzea Grande.
· O coronel Manoel Aires foi quem ajudou Gonzaga a comprar sua primeira sanfona, que custou 120 mil réis. Foi numa loja da cidade de Ouricuri, em 1926, ano em que Luiz Gonzaga passou a tocar sozinho (sem a companhia do pai) e se tornar um sanfoneiro profissional.

Durante o serviço militar, Gonzaga aprendeu a tocar violão. Mas não tomou gosto pelo instrumento.· Em 1936 era ouvinte da Rádio Tupi e admirava um baiano que começava a fazer sucesso: Dorival Caymmi. Conheceu naquele mesmo ano um colega soldado que tinha uma sanfona. Tomou gosto novamente pelo instrumento e pediu a Carlos Alemão, fabricante de sanfonas, que lhe fizesse uma. Demorou três meses. Tinha 48 baixos.
· Passou a tocar nas festas de Juiz de Fora e, depois, em Ouro Fino, para onde se transferiu em 1937. Nessa cidade, havia um advogado, o dr. Raul Apocalipse, que organizava espetáculos no clube Éden, e chamou Gonzaga para tocar lá. Foi a primeira vez que o exuense cantou num palco de verdade. Tocava músicas de Almirante, Antenógenes Silva e Augusto Calheiros.
· Gonzaga ainda chegou a gravar o LP Vou te Matar de Cheiro, na Copacabana. O último da sua vida.
· Em 1989, já bastante doente, Gonzaga ainda tinha na agenda vários shows marcados para o São João daquele ano.
· Mas, no dia 21 de junho, o velho Lua foi internado no Hospital Santa Joana, no Recife.
· No dia 16 de julho seria feito o divórcio de Gonzaga e Helena, que não aconteceu a pedido da família. Gonzaga pediria o divórcio alegando maus-tratos.
· Mas chegou o dia. Em 2 de agosto de 1989, Gonzaga faleceu no Hospital Santa Joana.
· Dizem as enfermeiras que ele sentia tantas dores, que, muitas vezes, soltava gemidos que mais pareciam aboios, aquelas toadas cantadas pelos vaqueiros em tom de lamento.

segue a baixo, o link com um pequeno set mixado por mim em Homenagem ao velho Lua... aproveitem " coisa fina"

clique aki para DOWNLOAD DO SET MIXADO





Nenhum comentário: